Grama Sintética

A grama sintética é um material de superfície usado para imitar a grama. Ela é geralmente utilizada em áreas onde a grama comum não pode crescer, ou em áreas onde a manutenção da grama convencional é impossível ou inalcançável. A grama sintética é geralmente mais utilizada em estádios esportivos e arenas, mas também podem ser usadas em playgrounds e outros tipos de espaço.

Aplicação da grama sintética residencial

A Fabricação da Grama Sintética

A grama sintética vem sendo manufaturada desde o começo de 1960 e foi originalmente produzida pela Companhia Chemstrand (mais tarde chamada de Companhia Têxtil Monsanto), nos Estados Unidos. Ela é fabricada utilizando processos similares a aqueles utilizados na indústria de carpetes. Desde 1960, esse produto vem sendo melhorado através de novos designs e melhores materiais. As mais novas produções de grama sintética vêm passando por um tratamento químico que garante resistência contra os raios ultravioletas e os materiais foram melhorados para serem ainda mais resistentes, menos abrasivos, e, para algumas aplicações, ainda mais parecidos com a grama convencional.

Materiais Utilizados na Produção da Grama Sintética

A qualidade dos materiais utilizados na produção é crucial para o desempenho dos sistemas de grama sintética. Quase tudo que já foi utilizado como base de carpete (tecido onde o carpete é costurado e fica em contato com o chão) foi usado como base da grama artificial, desde fibra vegetal a plástico e poliéster. Grama sintética de alta qualidade utiliza fio de filamento de poliéster na composição da base.

As fibras que formam as lâminas da grama são feitas de nylon ou polipropileno e podem ser manufaturadas de diversas maneiras diferentes. As lâminas de nylon podem ser produzidas em planilhas bem finas que são cortadas em tiras ou extrusadas através de um molde para produzir fibras arredondadas ou um pouco ovais. O produto extrusado resulta em lâminas que parecem e agem mais como a grama biológica.

Os sistemas de amortecimento integrados na grama sintética são feitos de compostos de borracha ou de espuma de poliéster. Granulados de borracha são utilizados em certas circunstancias na composição da base de borracha e alguns dos materiais utilizados na base podem vir de programas de ciclagem. A linha utilizada para costurar as almofadas e os painéis de tecidos superiores deve passar por certos critérios de resistência, retenção de cor e de durabilidade, assim como o resto do sistema. Cuidado e pesquisas também devem ser aplicados na seleção do tipo de adesivo que será utilizado para juntar todos os componentes.

Instalação da Grama Sintética

Instalação da grama sintéticaA instalação e a manutenção da grama sintética são tão importantes quanto a sua produção.

A base da instalação (solo), seja de concreto ou de um solo compacto, deve ser nivelada por uma escavadeira e depois suavizada por um rolo compressor, pois superfícies desiguais ficam a mostra depois da grama sintética ser instalada.

Para as aplicações externas, um sistema de drenagem intrínseco deve ser instalado, já que a superfície inferior pode absorver bem pouca ou nenhuma água pluvial.

Sistemas de grama sintética podem conter preenchimento ou não. Um sistema com preenchimento é desenvolvido para que uma vez que ele esteja instalado, um material como granulado de cortiça, bolinhas de borracha, ou área (ou uma mistura) é espalhado através do gramado e alojado entre as fibras. O material ajuda a suportar as lâminas de fibras, e também dá um aspecto melhor para a superfície, que se parece mais com o solo debaixo de uma superfície natural de grama. Sistemas com preenchimento possuem uma limitação, entretanto. Materiais utilizados como cortiça podem se quebrar ou tais materiais podem se contaminar com sujeiras e se tornarem compactos. Em ambos os casos as lâminas perdem o suporte. A manutenção então envolve a troca de todo o material de preenchimento da grama sintética.

Comparação entre a grama natural e a grama sintética

Grama Natural (esquerda) x Grama sintética (direita)

Vantagens da Grama Sintética

  • A grama sintética pode ser uma melhor solução quando o ambiente é particularmente hostil à grama natural. Um ambiente árido ou um ambiente onde há poucas luz natural são bons exemplos.
  • A grama sintética pode agüentar significativamente mais seu uso do que a grama natural e por isso pode ser utilizada muito mais freqüentemente. Isso permite que os donos de centros esportivos arrecadem mais lucros de seus estabelecimentos.
  • Ideal para casas de veraneio ou de final de semana, quando a manutenção da grama convencional não é prática. Também é uma boa solução para os donos de propriedade que estão na terceira idade e que acham que a manutenção da grama dá muito trabalho.
  • Adequada para jardins de terraço e para perto de piscinas.
  • Alguns sistemas de grama sintética permitem a integração de fibras de fibra ótica entre a grama. Isso permitiria que a iluminação ou a publicidade fossem incorporadas diretamente na superfície de jogo, ou que as luzes de balizamento de um aeródromo fossem integradas na superfície da grama sintética.

Desvantagens da Grama Sintética

  • Alguns tipos de grama sintética necessitam de algum preenchimento como área de silicone e/ou borracha granulada feita de pneus de carros reciclados. Este material pode transportar metais pesados ​​que podem se infiltrar no lençol freático.
  • Desinfecção periódica é necessária já que certos patógenos não são eliminados por processos naturais da mesma maneira que a grama natural. Apesar disso, estudos recentes sugerem que tal vida microbiana é menos ativa.
  • O atrito entre a pele e a grama sintética provoca abrasões e/ou queima a uma extensão muito maior do que a grama natural. Esse é um problema para alguns esportes: por exemplo, o futebol onde manobras deslizantes são comuns e a vestimenta do atleta não cobra totalmente seus membros. No entanto, em alguns tipos de grama sintética de terceira geração, esse problema é quase que completamente eliminado com o uso de fios de polietileno.
  • Grama sintética tende a ser muito mais quente do que a grama natural quando exposta ao sol.

Para saber mais sobre a grama sintética, os processos de fabricação, materiais utilizados, e tirar suas dúvidas, consulte o link grama sintética localizado no menu lateral.

Contribua com o site!

Quer participar de melhorias no GramaGrama.net? Utilize o formulário abaixo e nos conte suas experiências ou deixe seus comentários e críticas. Utilizaremos quaisquer informações para o aperfeiçoamento de nosso conteúdo e tentaremos preencher todos os pedidos sobre artigos e dicas requisitados.

Deixe uma resposta